Os becos mais charmosos

Quem nos segue no Instagram sabe que eu adoro postar fotos dos charmosos becos de Londres. Mas não são becos quaisquer, são os chamados “Mews“, que se encontram nos bairros mais chiques da cidade.

Os becos mais charmosos - Denbich Mews

Denbigh Mews, Notting Hill

Um “mews” é na verdade uma ruinha de fundos, com casas que abrigavam originalmente os estábulos e os serviçais das casas dos mais abastados.  A vila estreita, normalmente calçada com paralelepípedos, tem no centro um escoamento para a água que era usada na lida com os cavalos. São remanescentes do séculos XVIII e XIX e comuns principalmente nos distritos de Westminster e Kensington & Chelsea.

Os becos mais charmosos - entrada

Enquanto a entrada social das casas dava para a rua principal, ou mesmo para lindas praças, os empregados, os cavalos e as entregas para a família passavam por estas ruas estreitas, muitas vezes escondidas por meio de arcos. No andar de baixo da construção simples ficavam os estábulos e, no andar de cima, moravam os empregados.

Os becos mais charmosos - Notting Hill

Com as diversas mudanças socioeconômicas ocorridas na Inglaterra no início do século XX e com a chegada do automóvel, estábulos e casas com diversos criados foram ficando cada vez mais raras. Assim, pouco a pouco essas construções foram convertidas em garagens, depósitos e prédios comerciais.

Os becos mais charmosos - Dunworth Mews

Dunworth Mews, Notting Hill

Conta a história que, na década de 1960, anos dos chamados Swinging Sixties em Londres, artistas e descolados em geral começaram a achar interessantes estas ruinhas, que ficam fora do movimento das avenidas principais e guardam um charme bem singular.  Assim, as casinhas foram se transformando em residências bem adequadas a um estilo alternativo de vida.

 

Os becos mais charmosos - Spear Mews

Spear Mews, Earl’s Court

Hoje as casas são muito disputadas, já que não há muita oferta no mercado. E a maioria não é mais uma casinha, pois já sofreram reformas e ampliações que as tornaram confortáveis casas de 3 dormitórios ou mais. Isso tudo é refletido no preço de venda que chega a milhões de libras. Veja alguns exemplos aqui.

Mas, como apreciar e tirar fotos continua de graça, sigo admirando as mews e vez por outra, posto uma foto no Instagram.

A vida passa pelo Soho

O Soho é uma área do centro de Londres que nasceu com vocação para a vida noturna e o entretenimento. No século XX, era famoso pelos sex shops e por bares gays, além de ser o endereço de várias empresas de cinema e mídia. Desde os anos 1980, no entanto, a área vem passando por um processo de mudança e hoje é um local multicultural, que abriga diversos restaurantes bacanas, bares, clubs noturnos, teatros e comércio de toda a espécie. As sex shops que restaram convivem harmoniosamente com os vizinhos, fazendo com que o Soho seja dos locais mais cheios de surpresas de Londres.

O Rafael Maciel fez um vídeo muito legal, mostrando para você diversos aspectos deste bairro. Como engloba uma área relativamente pequena, é tranquilo passear pelas ruas, parando aqui e ali em um pub ou café.

Locais mostrados no vídeo:

Carnaby Street – centro da moda e da música nos anos 1960

La Porchetta – restaurante italiano
20 Old Compton Street
W1D 4TW

Ronnie Scott’s Jazz Club
47 Frith Street
W1D 4HT

O passeio Let’s Rock!, tour por locais relacionados a bandas e artistas britânicos guiado pelo Rafael, engloba diversos locais mostrados no vídeo. Saiba mais sobre o passeio, clicando aqui.