Como pronunciar estes nomes?

A forma com que os nomes de algumas atrações, ruas e estações de metrô são pronunciadas pelos londrinos confunde muita gente, especialmente os turistas que estão mais acostumados à pronúncia americana, caso de grande parte dos brasileiros.

Para ajudar você a se sentir um local, fizemos uma listinha com as 10 top pronúncias inesperadas e que fogem à toda lógica das regras de pronunciação!

1 – Leicester Square – você certamente passará pela famosa praça, onde ocorrem os pré-lançamentos de filmes e/ou pela estação de metrô, que é bem central.  O nome Leicester tem o sufixo -cester, que é muito comum em nomes de cidades britânicas (Gloucester, Worcester, Bicester, etc.) e que tem a pronuncia quase sempre reduzida para -ster. A primeira sílaba da palavra Leicester também não é pronunciada como se esperaria (lai), mas como . Assim, os londrinos pronunciam o nome da praça como LÉS-STER, com duas sílabas, e não como seria o óbvio (lai-ces-ter).

leicester square station

2 – Marylebone - nome de um simpático bairro, onde se encontra a Baker Street e o museu de cera Madame Tussauds, bem como a estação ferroviária de mesmo nome. Por isso, é bem útil aprender a pronúncia local do nome! Dizem que a origem do nome é Mary-le-bone, mas a pronúncia não tem Mary, que vira simplesmente MAR (com “r caipira”). Assim, a palavra é pronunciada como MAR-LE-BÔN.

3 – Madame Tussauds – Estando em Marlebon, você pode querer ir ao museu de cera Madame Tussauds. Vem da França, certo? Mais ou menos, se você caprichar no sotaque francês, provavelmente não será entendido. Madame vira Médam e o Tussauds também ganha um toque inglês e é pronunciado como TWO-SÔUS.

4 – Greenwich - aqui também temos dois “problemas”: o primeiro refere-se à primeira parte da palavra – Green – que não é pronunciada como a cor “verde”, mas como grén-. A segunda parte contém um sufixo -wich – que, como o sufixo -cester acima, é muito comum em nomes de cidades e distritos britânicos (Droitwich, Norwich, Woolwich) e também tem sua pronúncia reduzida para – itch. Dessa forma, a palavra é pronunciada como GRÉN-ITCH.

Como pronunciar estes nomes - Greenwich

5 – Holborn - próximo ao British Museum, Holborn é uma área no centro de Londres que tem uma estação de metrô. A pronúncia também foge à lógica, não tem RÓL nem BORN, mas você ouvirá HOU-BUN.

6 – Thames - sabe quando a gente aprende que o TH é pronunciado com a língua entre os dentes, como em thank-you? Pois é, esquece! O rio que cruza Londres é chamado simplesmente de TÉMZ. Pelo menos facilita para os turistas, não é?

7 – Southwark – na margem sul do Témz, Southwark é uma região interessante, entre Waterloo e London Bridge. Você poderá descer nesta estação para ir à galeria Tate Modern e ao Shakespeare Globe.  Na hora de pronunciar a palavra, esqueça novamente as regras da pronunciação e nem pense em dizer south-wark. Para sua surpresa, você não será entendido, já que os locais chamam a região de SÃ-DÃRK (o “d” na verdade é aquele “th” com a língua entre os dentes, como em “that”).

Como pronunciar estes nomes - Thames

 

8 – Tottenham Court Road - mesmo que você não vá a esta rua para comprar eletrônicos, você certamente passará pela estação de metrô, que fica na linha Northern. Tottenham é também o nome de um time de futebol de Londres, Tottenham Hotspur. Você não ouvirá o HAM do final da palavra (que neste caso não significa PRESUNTO, mas é outro sufixo saxão para vila ou cidade), que é pronunciado quase como uma vogal neutra. A pronúncia é algo como TÓT-NÃM.

9 – Buckingham Palace – assim como Tottenham acima, o palácio também não está relacionado a presunto (ham). Os britânicos pronunciam o nome da residência da rainha como BAKINHÃM.

10 – Islington – você tem várias razões para ir a Islington, bairro descolado do norte de Londres com uma excelente vida noturna. No entanto, se usar a lógica e associar o nome à palavra island (“ilha” em inglês que é pronunciado como ai-land) não vai acertar. Esqueça a ilha, a pronúncia local é mesmo ÍZ-LIN-TON.

E você, trombou com outra pronúncia diferente em Londres?

Novo guia “Londres em 4 dias – roteiros e dicas”

Atendendo a pedidos de alguns leitores, em 2011, publicamos aqui no site (a que na época chamávamos de blog!) uma série de roteiros com o objetivo de mostrar Londres para quem fosse ficar na cidade durante 4 dias. Neles incluimos os pontos turísticos principais – London Eye, Big Ben, Museu Britânico, Piccadilly Circus, … – além de outros locais que para nós representam o charme e a diversidade cultural desta incrível cidade. Os roteiros tiveram uma excelente aceitação e nós recebemos diversos comentários e e-mails com feedback muito positivo daqueles que se aventuraram por Londres seguindo nossas dicas e indicações.

ipad ebook interativo

Dessa forma, nos animamos a complementar as informações já fornecidas no site e oferecer um guia prático e compacto, que pudesse ser facilmente lido em aparelhos móveis ou ser impresso em casa e levado na viagem sem acarretar peso extra na mala. O guia “Londres em 4 dias – roteiros e dicas” foi lançado em julho de 2013 e ficamos muito felizes em constatar que, até o início deste ano, quase 2000 pessoas e seus acompanhantes já tiveram a oportunidade de conhecer Londres com ele.


Há muito estávamos vendo a necessidade de dar mais um passo e tornar o guia melhor e mais completo. Para isso, nossa intenção era nos basear na opinião dos leitores e nas tantas sugestões recebidas ao longo destes 4 anos. Mas resolvemos ir além e, para buscar a opinião daqueles que não tinham nos dado o feedback, elaboramos uma pesquisa de opinião específica sobre o guia que foi respondida por mais de 160 leitores que haviam comprado o guia e seguido os roteiros.

apresenta1

Achamos também que já estava na hora de oferecermos um produto mais bonito e funcional e para isso contamos com a talentosa designer Clara Gontijo, com quem já trabalhei em diversas ocasiões e que é a responsável pelo projeto gráfico do nosso site.  A capa também foi atualizada e agora apresenta uma foto linda, presente da Carla Costelini, também parceira do Londres para Principiantes há alguns anos.

E assim criamos o novo guia “Londres em 4 dias – roteiros e dicas” (e-book interativo) para você.

O resultado ficou bem acima das nossas expectativas, não só na estética, mas também na funcionalidade e no conteúdo.

Veja só o que mudou:

  • Os 4 roteiros originais foram atualizados;
  • Há mais informações sobre os locais visitados;
  • Os mapas foram ampliados e estão bem mais claros e fáceis de seguir;
  • Os mapas podem ser visualisados no Google Maps, para quem prefere este formato;
  • Há fotos de alguns locais para facilitar o reconhecimento;
  • Incluimos sugestões de restaurantes e pubs que gostamos, para diversos bolsos e gostos.
  • Há um roteiro roteiro extra, levando a dois bairros famosos e muito queridos de Londres: Notting Hill e Camden Town.

O guia, que no momento está sendo vendido somente em formato eletrônico (pdf), pode ser lido em smartpones, tablets, computadores, ou pode ser impresso na sua casa (33 páginas A4 em orientação “paisagem”). Ele continua a ser vendido com segurança pelo Hotmart.com, o maior site de distribuição de conteúdo eletrônico do Brasil.

E o preço é o mesmo desde 2013: R$23,90. Mas aproveite porque esta oferta é por tempo limitado!


Veja mais informações sobre os roteiros e conheça uma amostra do guia, clicando aqui.

IMPORTANTE: Se você adquiriu o guia “Londres em 4 dias – roteiros e dicas” recentemente e quer receber esta versão atualizada, escreva para contato@londresparaprincipiantes.com informando a data aproximada e o e-mail com que foi feita a compra, que enviaremos o novo guia para você.