Kew Gardens – o Jardim Botânico Real

Kew Gardens HD from Philip Bloom on Vimeo.

Kew Gardens no inverno: já imaginou na primavera?

 

Considerado patrimônio mundial pela UNESCO desde 2003, os 132 hectares do The Royal Botanic Gardens, Kew é visita obrigatória para quem gosta de jardins e plantas. Além da beleza natural, o Jardim Botânico Real se destaca quando o assunto é história e desenvolvimento do paisagismo e pesquisa científica da flora mundial.

O acervo de plantas é dos maiores do mundo, contando com mais de 27 mil espécies, entre elas 14 mil árvores e uma coleção de orquídeas que já celebrou 200 anos, em jardins e estufas que reproduzem vários habitats do mundo.

Kew Gardens, como é conhecido, está localizado no sudoeste de Londres, entre os distritos de Richmond e Kew. A linha verde do metrô (District line) leva o turista do centro de Londres à estação Kew Gardens em aproximadamente 30 minutos. De lá, são 10 minutos de caminhada até um dos portões, o Victoria Gate.

Kew Gardens é todo lindo e tenho certeza que cada um descobrirá seu cantinho preferido, mas os destaques são:

Kew Gardens o jardim botânico real Palm HouseFoto: amandabhslater

Palm House e Rose Garden – em uma belíssima estrutura de ferro e vidro da era vitoriana, você encontra palmeiras de todos os cantos do mundo, inclusive nosso babaçu! Atrás do Palm House, foi replantado recentemente um Jardim de Rosas, seguindo a planta original da época da construção em 1848. Lindo!

Kew Gardens o jardim botânico real - Temperate houseFoto: amandabhslater

Temperate House: a maior das estufas, com quase 5 mil metros quadrados, abriga espécies da África, Austrália, Nova Zelândia, Ásia e Pacífico. O prédio foi construído na metade do século XIX com o objetivo de fornecer condições climáticas ideais para as diversas plantas trazidas ao Reino Unido por cientistas e exploradores.

Kew Gardens o jardim botânico real - ConservatoryFoto: Jim Linwood

Princess of Wales Conservatory: sob um só teto foram recriadas dez zonas climáticas diferentes nesta estufa inaugurada pela Princesa Diana em 1987. Aqui há plantas carnívoras e orquídeas em exposição, juntamente com representantes dos climas mais áridos do planeta.

Kew Gardens o jardim botânico real - treetop walkwayFoto: Kris *V*

Xstrata Treetop Walkway: uma passarela suspensa a 18 metros de altura, localizada no Arboreto entre a Temperate House e o lago, proporciona um passeio nas alturas, pelo topo das árvores. Projetada pelos mesmos arquitetos do London Eye, é a mais nova atração de Kew Gardens, tendo sido inaugurada em 2008.

Além dessas construções e da paisagem exuberante que habita todo o parque, há doze jardins formais espalhados, que foram especialmente projetados e plantados com temas diferentes. Veja o mapa de Kew Gardens aqui.

As crianças também se divertem em Kew, explore aqui as atrações feitas especialmente para elas. E para completar o passeio, é possível fazer um lanche ou uma refeição em um dos cafés e restaurantes de Kew Gardens.

Tours guiados: para saber mais sobre a história, a arquitetura e, obviamente, as plantas e jardins de Kew Gardens, faça um passeio guiado.

À pé: diariamente 11:00, 12:00 e 14:00 com duração de uma hora. O tour é gratuito, mas é preciso fazer sua inscrição 15 min antes do horário do tour, próximo ao portão Victoria (balcão dos guias).

Kew Explorer: um ônibus aberto que percorre o parque, parando em 8 pontos. A passagem (£4,00 para adultos, £1,00 para crianças) é válida para o dia todo, num sistema “hop-on hop-off”, ou seja, você desce na parada que quiser e pode retomar o transporte em qualquer ponto.

Kew Gardens

Kew, Richmond, Surrey, TW9 3AB

Ingresso: £16,00 (preço para 2013) adultos, entrada gratuita para crianças menores de 17 anos, acompanhadas por um adulto.

Horário: na primavera e no verão (final de março a início de setembro), Kew Gardens fica aberto de 9:30 da manhã até às 18:30 durante a semana e 19:30 nos finais de semana. Para o restante do ano, veja aqui.

Aberto todos os dias do ano, exceto nos dias 24 e 25 de dezembro.

Estação de metrô mais próxima: Kew Gardens (District Line, sentido Richmond), na zona 3 de transporte. Veja aqui o mapa de como chegar.

Outros parques em Londres:
Postman’s Park
Kensington Gardens
Primrose Hill – um parque com vista para Londres

Siga o Londres para principiantes no Twitter: @londresparaprin

 

Comentários

  1. Eliane

    Parabéns Eneida, este post do Kew Gardens é maravilhosoooooooooo! Obrigada por nos brindar com mais essa informação!

  2. Rafael

    O seu site é um máximo !!! Você até me inspirou a criar um blog para ajudar as pessoas em determinado assunto que a maioria tem duvida (fique tranquila não vai ser concorrencia, será sobre outro assunto).

    Novamente eu tenho algumas duvidas, eu estou perguntando picado conforme elas vão surgindo nas minhas pesquisas (não tenho mais nenhuma sobre metro!).

    Eu li sobre um tal de VAT.
    1. O valor do VAT já está incluso no valor do produto que eu comprar? Se não, como eu pago esse imposto?
    2. Quando eu for voltar, como na alfandega eles vão saber o que é que eu comprei e o que já me pertence?
    3. Além do VAT, vou ter de pagar outra taxa sobre as minhas compras? (nem pretendo comprar muita coisa, mais ir a Londres e voltar de mão vazia nem vale a pena :) )
    4. Como funciona a imigração da Inglaterra?

    AH, esse jardim parece ser muito bonito, mas vai ficar muito fora do meu roteiro! Mas quando eu voltar em Londres outra vez eu vou vizita-lo com certeza!!!

    Abraços.

  3. Oi Eneida

    muito muito bacana seu blog. ja adicionei ele aqui aa minha lista de favoritos. onde eh mesmo que eu clico pra segui-lo e assim ver as atualizacoes aparecendo na lista no meu blog?

    abraco e sucesso
    Kalina

    • Eneida

      Oi Kalina,

      Bem-vinda ao blog! É o botão de RSS?? Se for, está na barra lateral da direita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>